Fique de olho: aprenda a identificar investidores mal-intencionados

Você, empreendedor, tem uma grande ideia, mas faltam recursos para viabilizar o seu negócio. Aparece um investidor oferecendo a verba, com algumas condições, e como você precisa muito dos recursos, aceita, e vira um empregado de luxo de um investidor “picareta”.
Para que isso não aconteça, é importante pensar bem antes de fechar negócio com qualquer um. Procure empreendedores que já foram parceiros do investidor e converse sobre a experiência deles. É sempre importante buscar referências sobre o seu futuro sócio. Além disso, fique atento aos sinais quando for negociar:

  1. Pedir um percentual da empresa muito elevado: é importante que o investidor saiba dosar os termos do acordo. Investidores bem-intencionados não querem diminuir a motivação do empreendedor ou limitar possibilidades de evolução da empresa pedindo um percentual alto demais.
  2. Insiste em ser o investidor, mas você sente que você não deve continuar com a parceria: acredite, a intuição é importante nesse momento. Tenha em mente que essa pessoa vai fazer parte do seu cotidiano e influenciará os rumos da sua empresa. É importante ter empatia e confiança na hora de decidir.
  3. Não quer assinar contratos: exija, sempre, mesmo que o seu investidor seja um amigo ou parente próximo, um compromisso formal através de um contrato. Todos os detalhes da parceria deverão estar no documento assinado pelas duas partes. E lembre-se: nunca assine nada sem antes discutir, com a ajuda do seu advogado, em detalhes o que está sendo colocado no papel.
  4. Pediu dinheiro para você: estranho, mas acontece. Se um investidor pede algum tipo de pagamento para cobrir algum custo de avaliação, fuja dele ou ele poderá pegar o seu dinheiro e sumir.
  5. Só tem a oferecer dinheiro e nada mais: é importante que o seu novo parceiro tenha uma bagagem e traga novos contatos. Quanto aos investidores que acabaram de sair da faculdade e não têm nenhuma experiência, desconfie, afinal teoria e prática são bem diferentes. Lembre-se que não é pela idade, sim pela experiência. Jovens empreendedores também têm muito a oferecer.

Às vezes a melhor saída é economizar um pouco e ser o seu investidor. Se isso for impossível, tenha muita cautela ao escolher o seu parceiro. Esteja certo de que quer essa pessoa ao seu lado como sócio e que ele pode oferecer mais que apenas os recursos. Se faça uma pergunta: Você gostaria de ter essa pessoa ao seu lado, mesmo sem o dinheiro?

O que você procura?

Categoria

Categorias

    Assine nossa newsletter

    Teste Grátis

    Faça um teste grátis

    Exporte o XML das notas fiscais dos seus clientes

    Seja um parceiro Myrp.