Gestão tributária para pequenas indústria: o que você precisa saber sobre emissão de documentos fiscais

Imposto disso, imposto daquilo. Tributos pra lá e pra cá. Papéis e mais papéis, ou, como estamos na era digital, uma caixa de entrada recheada de e-mails não lidos e documentos importantes que acabam se perdendo da hora de fazer a gestão tributária.

É, viver nesse mundo digital muitas vezes acaba sendo difícil, ainda mais se não soubermos usar a tecnologia a nosso favor.

Mas olha só, nada disso precisa ser tão complicado, é só ir ajustando as nossas necessidades à nossa realidade, e as poucos e com uma rotina, tudo acaba dando certo.

Tudo bem, eu entendo que na correria do dia a dia de uma pequena indústria muitas vezes poder ser difícil realizar todas as atividades e deixar em dia todos os pagamentos, e isso inclui a gestão tributária também.

No Brasil, esse tem sido um ponto muito discutido nos últimos anos porque ele traz consequências, tanto para quem vende, quanto para quem compra e também para quem produz, por isso, manter todas as contas em dia é extremamente importante.

planejamento gestão tributária

Veja os dados

Além disso, como vimos no post que falar sobre os 7 maiores erros na gestão de uma pequena indústria, um dos erros que mais acontecem no cotidiano de quem trabalhar na gestão de uma pequena indústria é o fato de não conseguir e/ou de não estar preparado 100% para a legislação tributária e para as suas mudanças.

Apesar de que essas irregularidades possam trazer prejuízos para todos, inclusive nas pequenas indústrias, hoje no Brasil, cerca de 92% do setor industrial possui alguma irregularidade no pagamento de impostos ou no cumprimento de exigências da prefeitura e Receita Federal, de acordo com uma pesquisa realizada pela Endeavor.

Mas tudo bem, nós entendemos que é difícil ficar totalmente informado por inúmeros fatores que acabam atrapalhando, incluindo a burocracia e a falta de conhecimento.

E foi com o objetivo de te ajudar a ficar sempre por dentro e para que você consiga manter em dia o seu controle tributário que criamos uma lista de tudo o que você precisa saber sobre o assunto é só continuar lendo para não perder nadinha.

Entenda o que são documentos fiscais

Com a intenção de que você consiga entender um pouco melhor o que são esses documentos fiscais, nós vamos falar de cada um deles separadamente.

Para começarmos, precisamos entender o que é um documento fiscal, para que ele serve e qual é a importância de emiti-lo.

Nós entendemos que estar de acordo com a fiscalização pode causar dor de cabeça, e muita, devido a toda a burocracia que existe na exigências das documentações fiscais.

Podemos entender documentos fiscais como todos os documentos regulamentados pela fiscalização, a Receita Federal.

É através desses documentos fiscais, que o governo faz a arrecadação e o recolhimentos de receitas do estado, para investir e aplicar nas necessidades dos cidadãos.

Ou seja, os documentos fiscais nada mais são do que o meio de promover a transação de vendas, compras, serviços de todos os segmentos no país.

Os tipos de documentos fiscais

documentos fiscais na gestão tributária

Mesmo não havendo um único modelo de documento fiscal, o mais conhecido deles é a nota fiscal e também não tem um único modelo padrão, pela diferenciação de tipos de impostos entre serviço e produto.

Além da nota fiscal, também existem outros documentos que se referem a fiscalização, que são os carnês, ingressos de eventos, cupons, declarações, autorizações e recibos, todos eles estão ligados a fiscalização no país.

O Ministério da Fazenda do Governo Federal orienta para todas as empresas e negócios a importância de emitir os documentos fiscais caso as mesmas efetuem operações tributárias, mesmo que não tenha imposto algum, conforme obrigatoriedade definida em cada estado.

As mudanças que a tecnologia trouxe para a gestão tributária

E é claro que os documentos fiscais não iam ficar por fora das mudanças com a chegada da tecnologia.

Nesse caso, ela só veio para facilitar a vida do empresário e também das instituições que precisam fazer a emissão dos documentos fiscais.

São os chamados e-docs, os famosos documentos eletrônicos, e um deles é a Nota Fiscal Eletrônica (NFC-e), famosa por estar em implantação em diversos estados do país em 2019.

Essa implementação está sendo feita para aumentar a fiscalização nas empresas do país, fazendo com que facilite e também seja mais rápida a emissão dos documentos fiscais para a Receita Federal.

E é claro, além de ser mais rápida, os e-docs também permitem uma economia considerável na empresa, visto que eles não precisam ser impressos e armazenados em algum lugar específico, não sendo necessário arquivar os papéis fisicamente.

Com a tecnologia e-docs todos os documentos fiscais são armazenados online, na nuvem, uma das formas, se não a forma mais segura de armazenamento.

Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

A famosa NF-e é o documento fiscal que precisa ser emitido sempre que acontecer uma movimentação de mercadorias, podendo ser uma venda, devolução, remessa e retorno de industrialização, entre outros processos.

Com a entrada da NF-e, passou a ser necessária apenas a impressão do DANFe (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica), que é utilizado para transportar a carga e confirmar a entrega da mercadoria

As vantagens da emissão de NF-e para a gestão tributária

Já que todos os documentos passam a ser armazenados na nuvem, você e a sua empresa começam a utilizar menos papel para a impressão, colaborando com o meio ambiente e também economizando gastos com a compra de papel e cartuchos de tinta, além de claro economizar espaço.

Além disso, todos os documentos precisam ser arquivados por pelo menos cinco anos (é muito tempo, né?!), mas o arquivamento em nuvem também te ajuda com isso, pois você não vai ter perigo de perdê-lo com o tempo, otimizando sua gestão tributária.

Para saber mais sobre a NF-e é só clicar aqui e conferir um conteúdo completo sobre o assunto.

Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e)

O CT-e é um documento fiscal que acompanha o transporte sempre que uma mercadoria é transportada entre municípios ou estados. Indispensável para pequenas indústrias que possuem transporte ou contratam uma tranportadora.

Primeiramente este documento era em papel e conhecido como CTRC (Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas). Com a chegada da era dos documentos eletrônicos, o Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) foi implantado em todo Brasil.

As vantagens do CT-e na gestão tributária

Com a adesão das empresas no CT-e, o processo das transportadoras passou a ser mais ágil e fácil pois, na hora que o documento é emitido, a SEFAZ já recebe a informação. Assim, quando o caminhão chega ao posto fiscal, já tem a informação de quais CT-es estão vinculados à carga.

Para saber mais sobre o CT-e e como emiti-lo é só clicar aqui!

Manifesto de Documentos Fiscais Eletrônico (MDF-e)

Este é o documento criado para substituir a emissão do Manifesto de Cargas (modelo 25) e da CL-e (Capa de Lote Eletrônica), além de melhorar a fiscalização dos postos fiscais.

Ele deve ser emitido por empresas prestadoras de serviço de transporte.

O principal objetivo do MDF-e é facilitar a fiscalização de todas as características do transporte, como o registro em lote de documentos fiscais em trânsito e a identificação da unidade de carga.

Para transmissão do MDF-e é realizada a assinatura digital de quem vai emitir o documento. Com isso, as operações podem ser acompanhadas em tempo real, uma forma eficiente de garantir a validade jurídica do documento, evitando complicações futuras.

O MDF-e já é reconhecido em legislação nacional, em todos os postos fiscais do país.

Vantagens da emissão de MDF-e na gestão tributária

Com a emissão deste documento fiscal, os processos de prestação de serviço de transporte ficam muitos mais fáceis, rápidos e seguros, tanto para quem emite o documento para quem precisa visualizá-lo ao final do transporte.

Além disso, ele também cria uma padronização do documento em território nacional, evitando diversos problemas com a fiscalização.

E entre todas essas vantagens, também tem o maior controle fiscal e de gestão tributária já que todos os documentos são digitalizados.

Para conferir como a empresa passa a emitir MDF-e é só clicar aqui!

Nota Fiscal Eletrônica (NFC-e)

De acordo com o estado e ramo de atividade, a emissão da nota Fiscal Eletrônica ao Consumidor (NFC-e) é obrigatória para empresas do varejo e contribuintes, isso porque a nota é direcionada aos consumidores finais.

Você pode conferir o Mapa das Obrigatoriedades por estado clicando aqui!

As vantagens da emissão de NFC-e para a gestão tributária

Para as empresas e empreendedores, algumas vantagens da emissão da nota fiscal eletrônica são a redução de custos para o empresário, o maior controle fiscal e também com a gestão tributária, mais segurança para o consumidor, mais praticidade e mobilidade.

Já para o consumidor final, a nota fiscal eletrônica da mais transparências sobre a conferência da validade e também autenticidade do documento fiscal em tempo real. Tendo como proposta um padrão nacional de documento eletrônico.

Além disso, o consumidor também tem total acesso aos documentos fiscais, que ficam arquivados eletronicamente no portal oficial da Receita Federal.

Para saber mais sobre NFC-e é só clicar aqui!

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e)

Já as empresas prestadoras de serviço, também precisam emitir nota fiscal e estar de acordo com as exigências da fiscalização. Neste caso é a nota fiscal de serviço eletrônica (NFS-e).

Essa nota fiscal confirma que o serviço foi concluído para os clientes e da a garantia de que a empresa está em dia com a legislação, facilitando a cobrança pelo serviço prestado aos clientes.

As vantagens da NFS-e para a gestão tributária

Apesar de não afetar diretamente as indústrias, a nota fiscal de serviço eletrônica tem como sua grande vantagem o armazenamento eletrônico dos documentos e a facilidade de digitação e preenchimento online dos documentos, podendo enviar ao cliente muito mais rápido.

Clica aqui para ver um exemplo exemplo prática da NFS-e

Cupom Fiscal Eletrônico (CF-e)

O CF-e está ligado diretamente ao S@T, o Sistema Autenticador e Transmissor dos Cupons Fiscais Eletrônicos.

Este é outro documento que não é ligado diretamente às indústrias, no entanto é importante que ele esteja na lista dos documentos fiscais por ser um dos mais utilizados.

Os cupons fiscais registram de maneira eletrônica todas as operações dos comércios varejistas.

Além disso, as informações são transmitidas periodicamente à Secretaria da Fazenda, prevenindo multas aos empreendedores.

As vantagens da emissão de CF-e para a gestão tributária

Para o varejista a vantagem está na segurança da transmissão das informações periódicas à Secretaria da Fazenda, prevenindo que os varejistas não sejam multados ou autuados pelo não envio ou atraso de envio das informações.

Já para os clientes, o documento é emitido com um QR-Code, permitindo que ele verifique os dados da compra, incluindo a validade do documento.

Você pode entender como essas operações funcionam clicando aqui!

 

Informe-se!

Quanto mais informação, melhor! Mesmo que algum documento não faça parte da sua realidade, compreender e entender como e quais são os documentos exigidos pela fiscalização e as outras formas de estar atento e dentro do que se espera nas leis é extremamente importante.

Porque afinal, você não precisa correr risco de haver problemas com a sua indústria.

Já que estamos aqui para te ajudar e para que você conheça cada vez mais sobre o assunto e vá aos poucos se tornando um especialista, você pode conferir esse e-book completo.

O e-book é um Guia de impostos para micro e pequenas empresas, para você saber tudo o que está por trás da burocracia na hora da emissão de documentos fiscais e não precisar mais se atrapalhar com a quantidade de papéis e impostos a pagar.

Além disso, vale lembrar também que mesmo que você vá se tornando um especialista aos poucos, é muito importante você ter um contador de confiança ao seu lado, é ele quem vai ter o conhecimento aprofundado sobre datas e taxas e vai descomplicar ainda mais a sua vida e a da sua empresa, para que você possa focar apenas no crescimento e no lucro.

O que você procura?

Categoria

Categorias

    Assine nossa newsletter

    Teste Grátis

    Faça um teste grátis

    Exporte o XML das notas fiscais dos seus clientes

    Seja um parceiro Myrp.