Já ouviu falar em crowdfunding?

Hoje em dia, o maior problema de quem quer empreender é a dificuldade em encontrar um investidor para tirar sua ideia do papel. Mas agora, depois de se popularizar em todo o mundo, o crowdfunding – ou financiamento coletivo – começou a ser utilizado, também, para este propósito: financiar novos empreendimentos.

Existem, no Brasil, vária plataformas que promovem a modalidade de financiamento coletivo de empresas, proporcionando aos pequenos investidores a oportunidade de colocar seu dinheiro em novos negócios para que estes atinjam a meta de captação definida pelo empreendedor.

Os que querem financiamento para seu projeto, precisam cadastrá-los nos sites de crowdfunding, apresentando detalhes sobre o seu negócio e definindo a meta de investimento que deseja alcançar. A partir daí, qualquer pessoa pode contribuir, partindo de um valor mínimo definido, e recebendo em troca, benefícios, como títulos de dívida conversíveis que podem ser trocados por ações da empresa no futuro.

O Brasil ainda não tem uma regulamentação para este tipo de investimento, mas o assunto é recente até mesmo para países desenvolvidos como os EUA, em que uma lei, com o objetivo de simplificar e facilitar o acesso de empresas emergentes, como startups, ao mercado de capitais, foi sancionada apenas em 2012 pelo presidente Barack Obama.

No Brasil, indica-se que investimentos coletivos sejam comunicados à CVM – Comissão de Valores Mobiliários – que é o agente responsável pela regulamentação do mercado de capitais no país. O problema são as limitações que a falta de uma legislação adequada causa, como as limitações de valores a serem investidos e o fato de que apenas sociedades limitadas podem solicitar este modelo de financiamento, não podendo ofertar cotas da empresa, apenas títulos da dívida.

A CVM está considerando a possibilidade de, no próximo ano, fazer um a audiência pública sobre o assunto com o objetivo de criar uma regulamentação específica para o crowdfunding no Brasil, orientando assim os empreendedores que se interessam por este tipo de financiamento.

E lembre-se: se for usar este tipo de financiamento, é fundamental que você estabeleça uma meta realista para o seu projeto e que você divulgue-o incessantemente durante o período de arrecadação para alcançar o seu objetivo.

O que você procura?

Categoria

Categorias

    Assine nossa newsletter

    Teste Grátis

    Faça um teste grátis

    Exporte o XML das notas fiscais dos seus clientes

    Seja um parceiro Myrp.