O que perguntar em uma entrevista de emprego

Entrevistas de emprego abordam sempre um clima tenso. A fim de encontrar o profissional ideal, as empresas estão, cada vez mais, apostando em entrevistas comportamentais, onde analisam fatores como atitudes e postura dos candidatos. Por meio de perguntas ao longo da entrevista, o entrevistador consegue analisar as principais características e habilidades pessoais dos candidatos, investigando diferentes perfis profissionais e, assim, escolhendo quem será o mais adequado para a vaga e instituição.
A conversa é um momento crucial para o entrevistado demonstrar porque ele seria importante para a empresa e o que o diferencia dos demais. O tempo da resposta, por exemplo, vem a analisar o raciocínio e os objetivos profissionais do mesmo.
Entretanto, muitas empresas têm dúvidas do que questionar nas entrevistas, pelo fato de as perguntas parecerem sempre iguais. Confira algumas indagações que não podem faltar para você encontrar seu profissional ideal:

  • Pedir para o participante falar um pouco sobre si mesmo

A maioria das empresas utilizam esta como a primeira pergunta da entrevista. É o primeiro contato para saber quais são as qualidades do candidato e quais foram os motivos dele ter se interessado pelo estabelecimento. Além disso, essa pergunta ajuda a descobrir se as habilidades do entrevistado são realmente as que estão em ausência na empresa, se ele realmente será a peça que falta para a engrenagem funcionar.

  • Quais são os objetivos do candidato

Esse tópico é essencial para entender as ocupações que o participante gostaria de exercer e se ela realmente se encaixa na vaga em questão. Além disso, é possível explorar os pontos evolutivos que o candidato procura adquirir. Por exemplo, as vezes o entrevistado pode possuir outras habilidades além da que está sendo pedida, podendo atuar em mais de uma área da empresa.

  • Qual o motivo da saída do emprego anterior (se houver)

Esse tópico é útil para analisar uma parte do psicológico do candidato. São diversos os motivos que levam um colaborador a ser demitido ou sair de uma empresa. O importante nessa questão é que o profissional consiga explicar com clareza o que realmente aconteceu. Entretanto, deve-se entender que uma demissão não desvaloriza o profissional, podendo até ser boa para ele ter aprendido com a experiência.

  • Porque o entrevistado quer trabalhar no estabelecimento

Essa pergunta engloba dois objetivos. O primeiro é saber o quão os valores do participante são compatíveis com os da empresa. Já o segundo, descobrir o quanto ele pesquisou sobre a organização. O primeiro objetivo é muito importante para analisar se o candidato realmente tem o “espirito” do estabelecimento. O segundo, não menos relevante, possibilita uma análise do real interesse do entrevistado (se ele realmente gastou seu tempo pesquisando sobre a empresa).

  • Perguntar sobre o inglês

Esse tópico tem como objetivo constatar se o nível do candidato é de fato compatível ao que ele colocou no currículo. Se o participante colocou que tem um nível avançado e for intermediário, ou não souber falar a língua, pode ser um sério problema. Mentiras e valorização do trabalho têm sempre um aspecto negativo.

  • Como o candidato se imagina daqui 5 ou 10 anos

Essa pergunta possibilita saber o objetivo da carreira do candidato, analisando suas pretensões e se ele deseja seguir na área da vaga disponível. Ela é útil para ter uma noção de quanto o participante se empenhará, caso consiga a vaga.
o-que-perguntar-em-uma-entrevista-2

  • Quais críticas o participante já recebeu e como ele reagiu a elas

Críticas são bem-vindas e sempre irão acontecer. Elas ajudam o profissional a identificar seus erros e não cometê-los, ou evitá-los. Essa pergunta serve para analisar os pontos negativos do trabalho do participante e se ele está aberto a críticas. As críticas, entretanto, devem ser sempre construtivas e visar a evolução do profissional.

  • Pretensão salarial

Apesar de ser uma pergunta delicada, principalmente em tempos de crise, é de extrema importância. Ela permite analisar se as pretensões do profissional se encaixam com a que a empresa pode oferecer. Todavia, deve-se ficar atento para não acabar contratando um funcionário que receba um salário menor, mas seja menos eficiente.

  • Quais são as maiores qualidades e defeitos

Deve-se levar em conta que os defeitos são relativos, já que podem ser aprimorados, podendo ser considerados pontos a serem desenvolvidos.
Entretanto, é importante ficar atento ao tipo de resposta dada pelo profissional. Respostas como “trabalho muito” ou “sou perfeccionista” são muito clichês, não diferenciando o candidato dos demais. Também é preciso visar a demonstração de autoconhecimento e verificar no que o candidato se destaca comportamental e tecnicamente.
Em relação aos defeitos, é importante priorizar resposta que expõem pontos de como melhorar o desempenho. Por exemplo, um candidato que é muito ansioso dizer que começou a praticar um esporte para evitar tal característica deve receber uma atenção especial, pois isso é realmente um diferencial.
o-que-perguntar-em-uma-entrevista-3
Contratar um colaborador é uma tarefa difícil pelo fato de você poder estar deixando um profissional muito eficiente sem a vaga. Sobretudo, é preciso levar em consideração que a entrevista é realmente efetiva, candidatos que se saíram bem nela provavelmente terão um bom desempenho no emprego.
Além disso, ela permite analisar o currículo do candidato, suas características e seu comportamento. As dicas possibilitam um grande auxilio na jornada do funcionário ideal, portanto, não deixe de implementá-las em suas entrevistas.
Esse post ajudou a organizar as perguntas para entrevistar seus candidatos? Confira também o post Como ser um empreendedor de sucesso: 6 atitudes que diferenciam empresas bem sucedidas.

INB_MYR_20161025_Capa_Ebook Gestao de Vendas

O que você procura?

Categoria

Categorias

    Assine nossa newsletter

    Teste Grátis

    Faça um teste grátis

    Exporte o XML das notas fiscais dos seus clientes

    Seja um parceiro Myrp.