Imposto de renda 2017: Comece já a se organizar

    A partir de 23 de fevereiro, a Receita Federal já começa a disponibilizar o Programa Gerador da Declaração do IPRF 2017. A entrega das declarações inicia em 2 de março e segue até 28 de abril.

    Infografico IR 2017

    Antecipe-se!
    Todo mundo sabe que quem entrega antes a declaração, também tem mais chance de estar nas primeiras listas da restituição do imposto. Então, que tal começar a se organizar agora em fevereiro e já deixar tudo pronto para a hora de fazer a declaração?
    Nós vamos lhe ajudar com algumas dicas para encontrar todas as informações necessárias e não perder tempo!
    1- Procure a declaração do ano anterior
    Se você declarou o imposto de renda em 2016, deve ter uma cópia desse documento em algum lugar. Procure em qual computador você fez a declaração anterior ou consulte uma cópia em papel mesmo. Isso vai ser útil, pois ali estão as informações anteriores que podem servir de base para o que deve ser reavaliado e incluído este ano. Ao importar os dados do arquivo da declaração do ano anterior, você também ganha tempo e evita falhas de digitação de valores e outras informações.
    2- Busque o comprovante de rendimentos
    A fonte pagadora, seja ela pessoa física ou jurídica, deve fornecer o comprovante de rendimento para a pessoa física beneficiária até o último dia útil de fevereiro.  Mas confira se no seu local de trabalho o documento não está sendo disponibilizado com alguma antecedência. No comprovante estão informações essenciais para o preenchimento da declaração, como valores recebidos de salários, férias, e também o quanto de imposto está retido na fonte, entre outras informações. Se você resolver fazer uma declaração em conjunto com o cônjuge e incluir dependentes que trabalhem, também é necessário ter o informe de rendimento deles.
    3 – Reúna os extratos bancários
    Os bancos devem disponibilizar aos seus clientes o extrato de conta corrente e poupança com os saldos do último dia de 2015 e último dia de 2016. Também precisam constar os rendimentos ganhos com as aplicações financeiras no último ano. Verifique se o seu banco oferece a opção de emitir esse documento no próprio site ou fique de olho para ver se recebe o informe em papel nas próximas semanas. Isso também vale para informações de planos de previdência privada e fundos de pensão.
    imposto_renda_2017
    4- Organize as informações sobre bens
    Além dos rendimentos e dos ganhos bancários, a declaração precisa ter as informações sobre bens como imóveis, carros, etc. Quem comprou ou vendeu algum bem no ano anterior também precisa reunir contratos, recibos e outros comprovantes que mostrem os valores do negócio, a modalidade de pagamento e com que pessoa ou empresa foi feita a negociação.
    5 – Arrume os recibos para deduções
     A Receita Federal permite que sejam feitas deduções com diversos tipos de despesas médicas e com instrução, mas para isso é preciso ter todos os comprovantes com os dados corretos em mãos. É necessário ter recibos ou notas fiscais com os nomes dos prestadores, CPF ou CNPJ, valores, e especificação do serviço prestado. É possível deduzir valores com as próprias despesas e também de dependentes, por isso, procure os recibos em nome de todos os familiares incluídos. E lembre-se que é importante sempre guardar todos esses documentos por um prazo de cinco anos, período que em a Receita Federal pode solicitar alguma informações para confirmação.
    imposteo_renda_2017_myrp
    Então, gostou das dicas para se preparar para o IRPF 2017? Coloque elas em prática logo e não corra o risco de se atrasar!
    Em breve, teremos mais informações para lhe auxiliar a preencher sua declaração da forma correta e evitar problemas que podem levá-lo para a malha fina.

    O que você procura?

    Categoria

    Categorias

      Assine nossa newsletter

      Teste Grátis

      Faça um teste grátis

      Exporte o XML das notas fiscais dos seus clientes

      Seja um parceiro Myrp.