Por que é importante e como fazer a sustentabilidade na empresa?

Todo mundo sabe que muitos dos recursos naturais que usamos diariamente são finitos, ou seja, vão acabar um dia. Usar esses recursos sem responsabilidade e de forma desenfreada pode trazer muitos problemas para o planeta e para nós mesmos. É justamente por isso que o tema da sustentabilidade está tão em alta.

Quando ganhamos a consciência da real importância disso, passamos a tentar levar uma vida mais sustentável, mas como aplicar a sustentabilidade na empresa? Como fazer com que os funcionários ajudem? O que, de fato, pode ser mudado? O que pode ser melhorado? Como manter essas mudanças?

Para entender melhor o que realmente é a sustentabilidade em uma empresa, qual a sua importância e como colocá-la em prática, leia os próximos parágrafos deste texto.

O que é a sustentabilidade nas empresas?

A sustentabilidade nas empresas está baseada em três pilares: social, econômico e ambiental. Ao contrário do que muita gente pensa, a sustentabilidade não tem a ver só com o meio ambiente, mas sim com ser sustentável por si mesmo, seja uma pessoa, uma casa, uma empresa ou uma sociedade.

O termo “sustentável” tem a ver com “sustentar”, ou seja, manter funcionando, manter vivo. Uma sociedade que usa exageradamente os recursos naturais não conseguirá se sustentar para sempre.

Por exemplo, como a humanidade poderá sustentar-se com facilidade se não houver água potável disponível para todo mundo consumir? Se continuarmos contaminando rios e reservatórios de água doce, pode-se dizer que um cenário como esse não está longe de se tornar realidade.

A sustentabilidade tem o foco em manter o bom funcionamento da vida, e isso inclui manter a saúde da sociedade e dos indivíduos em si.

Social

No quesito “social’, a empresa precisa cuidar de como influencia as pessoas e a sociedade. Priorizar um ambiente de trabalho saudável, dar condições para que as pessoas se desenvolvam, trazer coisas positivas para a sociedade com seus produtos ou serviços são algumas das medidas socialmente sustentáveis.

Afinal, um ambiente estressante, que deixa as pessoas doentes, não pode compactuar com a saúde da população e, portanto, com a sustentabilidade. Uma empresa em que os funcionários não conseguem trabalhar direito não sobrevive e não se sustenta.

Econômico

O sucesso econômico de qualquer empresa não pode se basear no prejuízo social ou do meio ambiente. De que adianta explorar o trabalho escravo? Como boicotar concorrentes e não ter ética pode ser positivo? Além disso, o público cobra das empresas que façam as coisas de forma consciente: um escândalo pode colocar tudo a perder. A melhor forma de ter um bom desenvolvimento econômico é agindo de forma justa e ética.

Ambiental

Criar ações que ajudem a reconstruir ou proteger o meio ambiente são muito válidas, mas, primeiro, é preciso “limpar a casa”. O que a sua empresa está fazendo que pode ser melhorado para gerar menos lixo e causar menos impacto no meio ambiente? Essa é a verdadeira essência da parte “ambiental” da sustentabilidade nas empresas.

Quais são os primeiros passos para ser sustentável?

Primeiramente, é preciso saber se você, que é dono da empresa, tem isso como um verdadeiro valor. Para fazer qualquer transformação, é necessário ter perseverança e vontade. Tenha em mente que isso precisa ser importante na sua vida pessoal. Se você não sabe se está convicto o suficiente, medite um pouco sobre o assunto e conheça a si mesmo.

Quando você estiver com a ideia firme e a vontade de transformar, é hora de contaminar os seus funcionários para contar com um verdadeiro trabalho em equipe. As pessoas precisam entender que isso é, de fato, algo relevante. Leve dados concretos, explique, faça uma pesquisa sobre os impactos que empresas como a sua têm no meio ambiente.

Se você já está convencido, será mais fácil convencer os outros. Além de saberem o porquê dessa transformação ser importante, seus colaboradores devem entender a importância do papel de cada um deles para que as coisas funcionem.

O que qualquer empresa pode fazer?

Se a parte emocional e de conscientização estiver plenamente resolvida, comece a pensar em como colocar a mão na massa. Faça uma análise de todos os processos da empresa procurando pontas soltas.

Por exemplo, sempre que alguém desenvolve uma forma de fazer algo de rotina e fizer uma espécie de manual, isso precisa ser impresso, ou pode ser arquivado em um servidor? Ou então, se alguém gerar um documento, isso precisa estar na empresa fisicamente em papel, ou pode ser organizado em um software de gestão empresarial em nuvem?

Outras perguntas que você pode fazer a si mesmo para encontrar pontos de mudanças:

  • no dia a dia da empresa, todo o lixo que é gerado é separado?

  • quem recolhe o lixo leva para a reciclagem?

  • há desperdício de energia ou água?

  • luzes ficam acesas?

  • que tipos de lâmpadas estão instaladas? Fluorescentes? Modelos de LED?

  • as paredes são pintadas de branco para refletir melhor a luz?

  • a empresa conta com sensores de presença em locais que passam poucas pessoas?

  • existem equipamentos antigos que podem ser trocados por novos que gastem menos energia?

  • a descarga dos vasos sanitários tem botões diferentes para fezes e urina?

  • você dá preferência para fornecedores sustentáveis e próximos ao seu local de trabalho?

  • você adota programas que permitem um gerenciamento de documentação eletrônica para gerar menos documentos em papel?

Como engajar os colaboradores?

Mesmo que os seus funcionários não “entrem de cabeça” na ideia da sustentabilidade, você pode criar outras formas de fazer com que eles queiram ajudar.

Por exemplo, no volume de gasto de papel: suponha que, em um ano, a empresa gaste R$ 20.000,00 na compra de papel. Proponha para os seus colaboradores que, ao final do ano, se houver uma diminuição no gasto, metade do que foi economizado seja dividido pela equipe.

Se a economia for de R$ 6.000,00, e você tiver 6 funcionários, cada um ganhará, ao fim do ano, R$ 500,00 e a consciência mais limpa. Busque formas de dar alguma bonificação para seus colaboradores com a economia que eles ajudarão a conseguir.

Isso também vai ajudar a manter as mudanças e implantar a consciência ambiental na cultura da empresa, além de ser uma medida sustentável da parte social.

Quais as vantagens da sustentabilidade para um escritório de contabilidade?

No caso de um escritório de contabilidade, que precisa gerar muitos documentos, uma das melhores medidas é adotar a documentação eletrônica. As grandes vantagens disso são:

  • reduzir o consumo de papel;

  • economizar espaço;

  • não precisar se preocupar com a degradação dos documentos;

  • aumentar a segurança;

  • economizar tempo ao buscar um arquivo.

Os processos dentro da administração do seu negócio serão totalmente otimizados, tornando-se mais práticos e organizados. Haverá menos chances de extravio e a sua empresa passará a ter uma imagem modernizada e sustentável, o que será motivo de orgulho para você e sua equipe.

Como vimos, a sustentabilidade na empresa é importante não só do ponto de vista social, mas também traz retorno importante para os negócios em termos econômicos. Tendo atenção a alguns pontos específicos, fica fácil obter bons resultados na implementação dessa política.

E você? Quais são seus truques para mais sustentabilidade na empresa? Comente no post! Quanto mais formas encontrarmos para aplicar a sustentabilidade no dia a dia, melhor.

O que você procura?

Categoria

Categorias

    Assine nossa newsletter

    Teste Grátis

    Faça um teste grátis

    Exporte o XML das notas fiscais dos seus clientes

    Seja um parceiro Myrp.