5 pontos para ficar atento na declaração do Imposto de Renda 2017

    A Receita Federal já começou a receber as declarações do Imposto de Renda 2017 há duas semanas, então, se você ainda não fez a sua, é mais do que hora de arregaçar as mangas para conseguir cumprir o prazo final até o dia 28 de abril.
    Se você ainda nem começou a organizar os documentos, é preciso agir o quanto antes, e nós vamos lhe ajudar para fazer a declaração e evitar problemas com o Fisco.
    A contadora Karine Gresser, com experiência de 10 anos em escritório de contabilidade e consultora do myrp, destaca 5 pontos importantes para fazer a declaração:
    1. Veja se está dentro da obrigatoriedade de declarar
    O primeiro passo é conferir se você está mesmo obrigado a declarar o imposto este ano. Para isso, a Receita coloca diversos critérios, entre eles: renda, ganho de capital e bens e direitos.
    Renda
    Recebeu em 2016 rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70.
    Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00.
    Ganho de capital e operações em bolsa de valores
    Obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas.
    Optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja destinado à aplicação na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias contados da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da  Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005.
    Atividade rural
    Obteve receita bruta anual em valor superior a R$ 142.798,50.
    Pretenda compensar, no ano-calendário de 2016 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2016.
    irpf_2017_myrp
     
    Bens e direitos
    Teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2016, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00.
    Condição de residente no Brasil
    Passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição se encontrava em 31 de dezembro de 2016.
    2. Fique atento às novidades deste ano
    Como em todos os anos, sempre ocorrem algumas mudanças nas regras da declaração. Para este ano, existem alterações na inclusão de informações sobre determinados documentos como o CPF de dependentes, mudança de valores de limites de deduções, além de outras que você confere abaixo:
    Obrigatoriedade de CPF na declaração
    É obrigatório informar o CPF de dependentes e alimentandos com 12 anos ou mais, completados até a data de 31/12/2016.
     Novos limites para Deduções  
    O limite anual de dedução por dependente passou a ser de R$ 2.275,08.
    O limite anual de dedução de despesas com educação passou para R$ 3.561,50.
    Na forma de tributação utilizando o desconto de 20% do valor dos rendimentos tributáveis na declaração (desconto simplificado), a dedução está limitada a R$ 16.754,34.
     
    impostoderenda_2017_myrp
     
    Atualização automática
    Com a nova funcionalidade de atualização automática do PGD IRPF, é possível atualizar a versão do aplicativo sem a necessidade de realizar o download no sítio da Receita Federal do Brasil na internet. A atualização poderá ser feita, automaticamente, ao se abrir o PGD IRPF, ou pelo próprio declarante, por meio do menu Ferramentas – Verificar Atualizações.
    Entrega sem necessidade de instalação do Receitanet
    O programa Receitanet foi incorporado ao PGD IRPF 2017, não sendo mais necessária a sua instalação em separado.
    3. Separe todos os documentos antes de começar
    Para preencher a declaração de imposto de renda é necessário separar todos os documentos antes de começar o preenchimento. Muita gente acaba caindo na malha fina justamente porque esquece de separar toda a documentação e com isso deixa de inserir alguma informação.
    É preciso ter todos os informes de rendimentos tributáveis, recebidos tanto de Pessoas Físicas como de Pessoas Jurídicas, incluindo salários, prestação de serviços, aluguéis, resgates de previdência privada, aposentadorias, ações judiciais, pensões, etc. Além dos rendimentos é extremamente importante verificar os informes sobre as contas bancárias e também toda a lista de bens e imóveis comprados ou vendidos.
    impostoderenda_2017_myrp
    Para conferir tudo que você precisa ter em mãos, veja aqui as dicas que já demos sobre como se organizar para o IPRF 2017.
    4. Cuide ao prestar determinadas informações
    Entre os documentos necessários estão todas as declarações de rendimento e  este é um ponto onde muitas pessoas erram, pois às vezes esquecem que trabalharam para uma empresa por um curto período no ano anterior. Não importa qual o tempo que você trabalhou em um determinado local, é necessário pedir o comprovante de rendimentos para lançar as informações completas.
    Também é importante ter atenção especial ao colocar as informações sobre despesas que podem ter deduções como as feitas com médicos, dentistas e educação, por exemplo. É preciso ter os comprovantes de pagamento com CNPJ ou CPF do profissional e confirmar se aquela despesa é mesmo dedutível.
    5. Busque ajuda especializada
    A Receita Federal tem hoje vários mecanismos para o cruzamento das informações prestadas pelos contribuintes, que facilmente revelam erros nas declarações.  Por isso, é fundamental que as informações estejam corretas para ter problemas com o Fisco.
    Como não é fácil fazer isso sozinho, a dica final é buscar uma ajuda especializada com um profissional de contabilidade. Assim, você corre menos risco de ter surpresas com o leão!
    impostoderenda_2017_myrp
    E lembre-se: quem entrega antes a declaração, também recebe a restituição mais cedo!
     

    O que você procura?

    Categoria

    Categorias

      Assine nossa newsletter

      Teste Grátis

      Faça um teste grátis

      Exporte o XML das notas fiscais dos seus clientes

      Seja um parceiro Myrp.