Bloco K

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    O Bloco K, referente ao Livro de Registro de Controle da Produção e do Estoque (RCPE) trouxe mudanças no layout do SPED fiscal acrescentando novos registros e trazendo benefícios, por isso é necessário estar atento às exigências e aos novo registros inseridos, confira:

    O que é o Bloco K?

    O arquivo digital é composto por blocos, os blocos possuem Registro de abertura, Registros de dados e Registro de encerramento, em cada um desses registros estão inseridos informações econômicas e documentações, no caso, o Bloco K é o bloco responsável pelo Controle da Produção e Estoque.
    O Bloco K tem como objetivo eliminar a sonegação fiscal, que é crime segundo a Lei N°4.729, de 14 de julho de 1965. O Bloco K precisa conter todas as informações referentes à organização do estoque e produção e ser apresentado no SPED fiscal, o SPED fiscal é por onde os órgãos fazendários receberão os dados necessários para realizar a análise do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e do IPI (Imposto sobre Produto Industrializado).
    É necessário apresentar um controle extremamente preciso a respeito destes dados, o que pode causar problemas para as empresas que não realizarem o processo de forma eficiente, já que serão apresentadas informações não coerentes, levando a multas e penalidades pela fiscalização.
    O Bloco K torna o Fisco impossível de ser burlado, a reutilização de documentos fiscais e compras sem notas ficais são eliminadas, as empresas que sonegavam, não obterão mais êxito.

    Quem precisa utilizar o Bloco K?

    shutterstock_550601137
    Indústrias, empresas equiparadas e atacadistas possuem obrigatoriedade no envio do Bloco K, no entanto, a obrigatoriedade se dá por enquanto apenas a industrias que possuem um faturamento anual igual ou superior a RS$300.000.000.00, e também aos estabelecimentos industriais que se encaixam nas divisões 10 a 32 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE).
    Deverão ser informadas por parte destes estabelecimentos informações referentes aos produtos já prontos, aos em produção, o estoque final, a matéria prima utilizada, uma lista a respeito dos materiais utilizados no processo de produção e os serviços terceirizados
    Ou seja, o Bloco K é um documento extremamente complexo e por isso preocupa as empresas, pois não é um trabalho simples de ser realizado. Confira as informações que devem estar presentes para a entrega:

    • A quantidade de produtos produzidos dentro da empresa;
    • As quantidades referentes aos serviços terceirizados;
    • Os materiais utilizados na produção;
    • Os materiais utilizados nos serviços contratados de terceiros;
    • Posição de estoque dos produtos finais;
    • Lista dos materiais utilizados, inclusive os que sofreram perda.

    Registros

    shutterstock_488717191
    Os registros devem ser preenchidos e possuem as informações que carregam dados a respeito de documentos e informações econômicas que constituem o bloco, com a implementação do Bloco K, o layout do SPED fiscal sofreu alterações e foram inseridos os seguintes registros:

    REGISTROS DESCRIÇÃO
    K001 Abertura do Bloco K
    K100 Apuração do ICMS/IPI
    K200 Estoque escriturado
    K220 Movimentações internas entre mercadorias
    K230 Itens produzidos
    K235 Insumos consumidos
    K250 Industrialização efetuada por terceiros (Itens produzidos)
    K255 Industrialização efetuadas por terceiros (insumos consumidos)
    K990 Encerramento do Bloco K

    Como o Bloco K é gerado?

    O Bloco K é gerado pelo sistema que a empresa utiliza no formato leiautado do SPED e então exportado para o sistema fiscal do escritório de contabilidade, a não ser que o contador e a empresa utilizem um sistema integrado.
    Não há outra forma de gerar esse documento que não seja pelo sistema que a empresa usa, as informações precisam estar exatas e o sistema utilizado deve realizar a coleta desses dados de forma que não existam erros na hora de repassar as informações.

    As principais mudanças que o Bloco K traz

    shutterstock_554361856
    Uma das principais mudanças do bloco K é a impossibilidade de burlar o Fisco e realizar processo de fraude em relação a documentações fiscais no geral, esse fator contribuiu para um mercado mais justo e para que as empresas que realizavam sonegação fiscal não consigam mais efetuar esse tipo de crime.
    Levando em consideração que o Bloco K exige uma série de informações que precisam ser repassadas de forma precisa e sem erros, correndo o risco de levar uma multa e ser penalizado. É necessário buscar meios de realizar esse processo de uma forma eficiente e tecnológica.
    A multa pelo atraso do Bloco K é de 5% do percentual total da produção da empresa, além de que poderão ser cortados serviços referentes à Receita Federal, como a emissão da nota fiscal eletrônica, causando problemas e atrasando o desenvolvimento da empresa. É preciso uma integração e organização geral dos serviços e das etapas do processo de produção.
    Os gestores de logística, contabilidade e outros, necessitam estar alinhados, ou seja, uma gestão empresarial é extremamente importante para realizar a organização de forma eficiente. E como é possível realizar isto? Um software de gestão empresarial profissional e qualificado irá solucionar o seu problema.

    Como um software qualificado pode ajudar você

    shutterstock_407616391
    Utilizando um software de gestão empresarial desenvolvido com excelência e com os recursos necessários para a administração do Planejamento e Controle de Produção da sua empresa (PCP), você terá acesso a diversas ferramentas que permitem o controle dos documentos fiscais, gestão do processo de produção e diversos outros benefícios.
    Utilizar um software integrado que apresente soluções que envolvam todos os setores logísticos necessários, incluindo a área da contabilidade, facilitará o processo de forma significativa. A implantação do Bloco K é um grande avanço para a indústria brasileira. É impossível realizar a emissão dessa obrigatoriedade sem utilizar um sistema.
    O fato de ser necessário realizar uma gestão de estoque e produção administrativa através de meios tecnológicas apenas aumenta a organização, facilita os processos, aumenta a performance do mercado e, claro, a necessidade de se adaptar é um dos grandes entusiastas no desenvolvimento de soluções cada vez melhores.

    Fique atento ao Bloco K

    Atente-se à necessidade do Bloco K e não perca tempo, procure por um software de gestão que ofereça um serviço qualificado e que dará conta de coletar e administrar todas as informações necessárias para o bloco K e para a gestão da sua empresa, lembrando que é necessário que todas as partes estejam integradas, o trabalho conjunto agora é mais importante do que nunca.
    Fique por dentro de como modernizar o seu escritório com o nosso e-book gratuito:
    INBMYR-131_bannerCTA

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    Leia também

    O que você procura?

    Categoria

    Categorias

      Assine nossa newsletter

      Seja um parceiro Myrp.